Get Adobe Flash player

Alimentação Saudável até na Praia

Depois das festas de final de ano é hora de pensar nas merecidas férias. Mas depois de malhar o ano inteiro e caprichar na dieta, será que vale a pena por tudo a perder e esquecer que somos o que comemos? Tudo bem que é hora de relaxar e aproveitar as delícias oferecidas com os pés na areia e que por lá tem até um gostinho diferente. E com tantas opções de petiscos, como espiga de milho, camarão, sorvete, raspadinhas, batidas, caipirinhas e sanduíches naturais, como manter uma alimentação saudável, não descuidar da boa forma e desfrutar das guloseimas até mesmo na praia?

Para começar, é importante saber que nessa época de calor, nosso organismo sofre a influência das altas temperaturas e promove vaso dilatação, ou seja, maior transpiração para regular a temperatura corporal, com maior perda de água e eletrólitos. Portanto a alimentação deve ser adequada a esta situação para não contribuir de maneira mais estressante ainda. “Nesse sentido, alimentos gordurosos, com muito açúcar refinado, sal e álcool devem ser evitados, porque sobrecarregam ainda mais o organismo na digestão, além de não contribuírem em nada à saúde”, explica a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional.

Algumas das opções mais tradicionais de petiscos na praia são porções de pastéis, camarão e batata frita, mas a especialista alerta para que as pessoas evitem ao máximo as frituras, principalmente em barraquinhas de praia, já que o óleo é, na maioria das vezes, reutilizado e mantido por muito tempo a altas temperaturas, ou seja, perigo na certa para suas artérias por conta da gordura saturada e toxinas liberadas do óleo. Isso sem falar nas prováveis sensações de queimação e azia. E isso, definitivamente, não combina com praia!

Quanto às bebidas mais comuns, como batidas e caipirinhas, o maior perigo é o exagero no álcool, que acaba danificando a mucosa gástrica, sobrecarregando o fígado e o sistema nervoso central, além de proporcionar picos glicêmicos pelo conteúdo em conjunto de açúcar refinado, frutas, leite condensado e creme de leite. Mas se você não imagina seu verão sem essas bebidas, a nutricionista dá a dica do que você deve fazer: “O melhor seria consumir uma dose de pinga, vodka ou saquê, combinado com uma porção de fruta natural e adoçante (stévia ou sucralose), com muito gelo, é claro. Desta forma, o prejuízo ao organismo será menor e em média serão 110 calorias, em troca de 252 calorias das bebidas convencionais”, diz Roseli.

As raspadinhas também devem ser evitadas, porque nunca se sabe a origem da água do gelo e, além disso, aqueles xaropes de açúcar com corantes e outras químicas só irão contribuir com calorias vazias e mais gorduras armazenadas. No caso dos sorvetes, tão refrescantes, por que não trocar os de chocolate pelos de fruta? Pode acreditar que são bem melhores, porque contém o suco ou polpa da fruta, sem a presença de gorduras e, conseqüentemente, menor valor calórico e maior hidratação.

Boa notícia para os amantes de espiga de milho, alimento super típico da praia: é um alimento fonte de carboidratos e pobre em gorduras. Uma espiga, sem sal e manteiga, tem, em média, 130 calorias. Portanto, pode consumi-la sem dor na consciência!

Outros alimentos bem vendidos na praia são sanduíches naturais e empadões. De acordo com a especialista, salgados como empadões e coxinhas não devem ser consumidos, porque são alimentos cheios de gordura trans, altamente prejudicial ao organismo uma vez que, em exagero, podem contribuir para o aumento do colesterol LDL, risco de doenças cardiovasculares e diabetes.

Quanto aos sanduíches naturais, Roseli alerta: “O problema do sanduíche natural é que de natural, na maioria das vezes, não tem nada, ou seja, no recheio é utilizada maionese, creme de leite, carnes gordas, embutidos, com traços de algum vegetal. Estes ingredientes, além de serem ricos em gorduras saturadas, são altamente perecíveis e requerem muitos cuidados quanto à higiene e temperatura para evitar uma intoxicação alimentar”, afirma à especialista, que garante ainda que uma opção seja elaborar seu próprio sanduíche natural em casa, com ingredientes dos quais você garante a procedência e os acondiciona em térmicas.

Portanto, curta a praia, o mar e o calor, mas acima de tudo preocupe-se com a sua alimentação. Afinal, há maneiras de se alimentar de forma saudável. Além da espiga de milho, do sanduíche natural preparado em casa, do sorvete de frutas, boas opções são frutas in natura ou sucos como acerola, caju, goiaba, laranja, limão, kiwi, tangerina, maracujá e morango, além de água de coco, um hidratante poderoso e super típico da praia. Você também pode levar de casa vegetais crus, como: pepino, cenoura, tomate cereja, erva doce, sementes oleaginosas, como castanhas, nozes e amêndoas, barras de cereais, cookies e torradas integrais.

Confira uma boa receita de lanche natural preparada pela nutricionista:

250 cal /porção
2 fatias de pão de forma integral light
1 e ½ colher de sopa de requeijão light
1 colher de sopa de cenoura ralada
1 colher de sopa de ervilha
½ colher de sopa de salsinha picada
1 colher de sobremesa de semente de linhaça
¼ de colher de sopa de orégano
¼ de colher de sopa de azeite de oliva

Obs: Higienize adequadamente os vegetais, pique a salsinha e rale a cenoura. Acrescente o azeite, misture bem todos os ingredientes e recheie as fatias de pão. Sirva a seguir.

Veja a tabela de calorias de cada alimento característico da praia:

Milho - 130 cal (100g = 1 espiga)
Camarão frito - 185 cal (100g = 8 unidades)
Sorvete de Coco - 94 cal (63g = 1 palito)
Batida com leite condensado - 252 cal (100 ml = 1 taça)
Caipirinha - 110 cal (50 ml)
Água de Coco - 40 cal (200 ml = 1 copo médio)
Sanduíche Natural - 290 cal (120g = 1 unidade)
Empada de Palmito - 50 cal (20g = 1 unidade)
Batata Frita - 150 cal (108g = 1 c. de sopa)
Pastel de Queijo - 290 cal (40g = 1 unidade)

Fonte: www.cristianaarcangeli.com.br 

 

Pesquisa

Dicas Rápidas

Pedalar na bicicleta ergométrica além de emagrecer, ajuda a modelar as pernas.

Visitantes

Nós temos 63 visitantes online

Enquete

O que você acha do atraso da noiva no próprio casamento ?