Get Adobe Flash player

Escola do Rio consagra-se a grande campeã do Festival de Joinville

O Conservatório Brasileiro de Dança, do Rio, foi o grande campeão do 26º Festival de Dança de Joinville. Depois de ter todas as suas 15 coreografias premiadas na mostra competitiva (apenas na Meia Ponta que não recebeu premiação), a escola foi também escolhida o melhor grupo do festival. A premiação dos melhores de Joinville ocorreu na noite deste sábado (26), e a festa terminou no início da madrugada.

Na noite dos campeões, subiram ao palco do Centreventos Cau Hansen aqueles que ocuparam o primeiro lugar em suas categorias. Após todas as apresentações, foram anunciados os prêmios especiais.

Conservatório do Rio foi o melhor grupo do Festival de Dança de Joinville (SC) arrematando 15 premiações

O melhor bailarino do festival foi Douglas Ruthes Ramalho, do Grupo Dance & Concept, de Curitiba. O dançarino foi premiado como melhor solista da categoria avançada de dança de rua, na noite do último dia 18. Nunca um bailarino desta modalidade havia vencido esta premiação. Seu solo era rico em movimentos, levando a platéia ao delírio. Ramalho parecia um homem-elástico dançando e, ao final, ainda cantou. Por tudo isso, ganhou a premiação de outros dois fortes concorrentes: Guilherme de Menezes, do Ballet Elisa, e Kleber Rebello, do Conservatório.

Douglas Ramalho foi o primeiro bailarino de dança de rua a ser escolhido o melhor em Joinville
 
A melhor bailarina saiu da primeira noite competitiva (17): Érika Rosendo, do grupo Taipas Cia. de Dança, de Natal (RN), quando apresentou "Em Solo", que lhe deu o primeiro lugar na categoria solo feminino avançado, na dança contemporânea. A obra, criada pela própria intérprete, mostrava uma antiga "bailarina de caixinha de música" no palco. Ela concorreu com Luiza Viana Fernandes, do Harmonia Studio de Dança, que irá representar o Brasil na semifinal do Prix de Lausanne (Suíça), em Córdoba (Argentina). Trata-se de um dos mais importantes festivais de dança clássica no mundo.

A revelação do festival foi Luiza Marques, do Ballet Aracy de Almeida, de São Paulo. Foi a premiação mais disputada, pois concorreu com outras três candidatas: Lívia Zenerato (Jovem Cadência), Luana de Andrade (Conservatório) e Patrícia Machado (Soma3).

Luiza Marques, do Ballet Aracy de Almeida (SP), foi eleita a revelação do Festival de Dança de Joinville (SC)

O melhor coreógrafo foi Airton Rodrigues, do Soma3, pela obra "Pulse", que venceu o duo avançado em dança contemporânea, na primeira noite da mostra competitiva (17). Como premiação, irá à Bienal de Lyon, na França. Ele também coreografou "Carmen", que recebeu a segunda colocação do solo avançado, no mesmo gênero.

CRISTINA BALDI - jornalista
Enviada especial da Folha Online a Joinville (SC)

 

Pesquisa

Dicas Rápidas

Copos e garrafas plásticas poluem o ambiente. Mude  de atitude. Acostume-se usar garrafas e copos de vidro.

Visitantes

Nós temos 72 visitantes online

Enquete

O que você acha do atraso da noiva no próprio casamento ?