Get Adobe Flash player

JOGO DE CINTURA

Quem ainda não passou por uma “saia justa” e teve que encontrar alguma solução para contornar a situação da forma mais amena possível?

Gafes são atitudes ou imprevistos que podem acontecer com qualquer um, independente de status social, profissão, posição financeira ou cultural.

Mas a má notícia é que, mesmo involuntariamente, as gafes repercutem de forma desfavorável, e provocam um clima que requer um certo jogo de cintura.

Quantas vezes, alguém distraído ou mesmo que tenha excedido na bebida, ou então aquele que quer ser muito agradável dispara uma “pérola” que deixa todo mundo desconcertado? Aliás, excesso de curiosidade, excesso de alegria, excesso de euforia e de emoção são os campeão no quesito “provocar gafes”! Mas, nem tudo está perdido.

A melhor saída é pedir desculpas de maneira honesta, direta e simples. 

A regra de Etiqueta nos norteia no sentido de assumi-la, ter habilidade e jogo de cintura para se dar bem. Uma pitada de bom humor, desde que seja inteligente, cai muito bem e com certeza resumirá o episódio num simples acidente de percurso. Às pessoas que assistem uma cena dessas, cabe encarar o acontecimento com solidariedade, naturalidade e principalmente discrição. Basta se colocar no lugar da outra pessoa para perceber que numa hora dessas é que se reconhece a verdadeira elegância e boa educação!

Numa mesa de restaurante, por exemplo, o que fazer, quando alguém derruba uma taça de vinho na mesa? Nada de especial! Quanto menos estardalhaço, melhor! Peça ao garçom algo para enxugar o líquido, faça-o de modo discreto, e... encerra-se o assunto!

Tem graça passar a noite toda fazendo piadinhas ou comentários graciosos a respeito do fato? Claro que não! Existem coisas mais interessantes para discutir, não acha?

Mas, cuidado. Conte até dez antes de dizer o que não tem certeza... E, na dúvida, “será que falo ou não?” Não fale! Você poderá ser o próximo protagonista de uma história boa para ser esquecida...

 

Pesquisa

Dicas Rápidas

Sabedoria é sentir alegria por ser e não por ter. O ter é conseqüência do ser.

Visitantes

Nós temos 97 visitantes online

Enquete

O que você acha do atraso da noiva no próprio casamento ?